:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


.:: post anterior :: :: :: :: navegue pelos posts :: :: :: :: próximo post ::.

as gota dágua nos teto de zinco quente:


dum lado das torneira
donde deu pra cair
- por um mixto
de sorte e azar,
esses siameses -
ela faz e cria
fartura
onde nem se imaginava.

do outro
- donde se manda
inclusive na água -
elevada aos céus
se despenca
pensando que baila
num banho
de excessos
róliudianus

precisa
e científicamente
sobre quem não a tem.


posted at 01:42:20 on 16-07-2016 by George Smiley - Category: Diálogos paulinsanos


Comentários

Sem comentários


Incluir comentário