:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Todos

Todos os posts do mês. Para selecionar uma seção, clique no menu ao lado.


.:: mês anterior :: :: :: :: February 2009 :: :: :: :: próximo mês ::.

27 Fevereiro

Quem Vê Pinto Não Vê Coração

Ontem ela estaria completando 90 anos, uma das vozes mais originais temperadas em Sampa. Se o samba paulista tem uma prosódia, a sua melhor tradução é Isaurinha Garcia.

Um perfil curto, grosso e preciso da Isaurinha foi publicado no livro "Sessão Passatempo" (1995), de Hermínio Bello de Carvalho, esgotadíssimo. Até amanhã boto algum disco dela. [Leia mais!]

26 Fevereiro

Faroeste

Ontem vi um filme de guerra.Da II. Aquele com o Nicolas Cage e um bando de mocinhos como o Christian Slater e outros tantos que vNao morrendo do início ao fim do filme. O Nicolas tem um soldado amigao que é índio. Pra quem nao sabe, os americanos usavam indios pra operar os rádios. Eles falavam em navajo. A japonesada ficava louca tentando decifrar o código. Duas cenas me chamaram atenção. Uma matança de lado a lado numa aldeia, onde japas e americanos iam se matando francamente, com tiro, faca, baioneta, puxão de cabelo e tapa na cara. Outra, no final do filme, com o tal indião chorando e fazendo um despacho no deserto para a alma do amigo morto, na presença do filho de uns 6 anos e da esposa. Lá pelas tantas ele olha pro filho e diz que se alguem algum dia perguntar sobre o George (o morto) ele deveria dizer que tinha sido um herói e um gde homem. Vcs me entenderam?
13:35:08 - Lama - 13 comentários

Dica de amigo



Vá e leve a sra. sua sogra. Roberto Justus vai. Ele é a personagem de preto, à esquerda de quem olha. A personagem da direita é o ego dele.
12:55:30 - Pinto - 14 comentários

25 Fevereiro

Um pausa para escutar o aniversariante do dia

11:21:26 - Pinto - 4 comentários

22 Fevereiro

O lado limpo da força



(crdt : canadian cousin)
18:32:22 - Pinto - 1 comentário

21 Fevereiro

Ou isto ou aquilo

A vida é feita de escolhas e eu estou achando um pouco bom essa, canalha, da Folha de São Paulo, que se despiu da fantasia às vésperas do Carnaval e agora deu para se referir à Redentora como "ditabranda".

Sendo assim, sambando desse lado, fica difícil tachar o governo Lula de autoritário quando propuser, por exemplo, um Conselho de Comunicação Social ou até mesmo enveredar por um terceiro mandato.

CNN News Update: assine aqui um protesto contra a canalhice, encabeçado por Antonio Candido. Via Idelber.
14:21:17 - Pinto - 4 comentários

20 Fevereiro

Cuando salí de Cuba

A turma já tocava junto desde 1973, mas foi só em 1980, quando ganharam um Grammy, que o Irakere deixou de ser conhecido apenas em Cuba e virou um grupo com reconhecimento internacional. Tão internacional que de vez em quando um membro aproveitava uma dessas excursões para largar a banda e Cuba. Paquito D'Rivera foi o primeiro de uma série que inclui até o Arturo Sandoval.
Bom, o disco que tá lá em baixo foi gravado numa dessas viagens de longo curso, na Suécia, em 1980, e lançado no ano seguinte.

A banda:
Chucho Valdés (teclados); Carlos Del Puerto (baixo e vocais); Enrique Piá (bateria e percussão); Jorge Alfonso(congas e percussão); Oscar Valdés (percussão e vocais); Carlos Emilio Morales (guitarra); Jorge Varona (trumpete, flugelhorn e vocais); Arturo Sandoval (trumpet, flugelhorn, trombone e vocais); Carlos Averhoff (saxofones e flautas)

As faixas:
1. Aguanile Bonko
2. 15 Minutos
3. Juan 1600
4. Iya
5. Valle de Picadura
6. Tres Dias
7. Irakere

Quanto à faixa 5, deixo a hermenêutica por conta de nosso editor.

Promessa é dívida II

já cansei de postar de madrugada e ter que apagar no dia seguinte antes que algum(a) de vcs lessem. Esses posts de fim de noite são invariavelmente misóginos. Ou parecem ser. Eu não sou um porco chauvinista, mas vcs mulheres não tem um parafuso no lugar. Drama ou comédia, e disso apenas depende o dia da semana (por amostragem, 2as, 3as e 4as estão mais para comédia assim como 5as e 6as mais para drama), é desconcertante ter a idade que eu tenho e ainda não entender patavinas do que vcs estão falando. certo está o editor, que bom conhecedor dos meus ãnimos avisou: - lama, nada de posts depois da meia-noite.
00:33:14 - Lama - 11 comentários

18 Fevereiro

South of the border

"Tienes certeza que és venenuesa?"

Tem mais, muito mais, aqui - há tempos não via nada tão divertido. Dica do blog do Carlão Reichenbach.
16:55:43 - Zeno - 3 comentários

Promessa é dívida

prometi pro pessoal aqui da redação não postar mais nada bêbado, depois das 23h. então tá. amanhã vc s voltem que eu tenho uma história ótima pra contar. bj.
00:54:32 - Lama - 8 comentários

17 Fevereiro

Melhor que marido

Deu na Inbox: "Compre uma Bancada Multifunção 6 em 1: serra, esmerilha, lixa, fura, fresa e torneia".
10:47:18 - Zeno - 11 comentários

"Vai pro gol"

E domingo foi o Dia do Botonista, provavelmente a única data oficial cujo nome é rejeitado pelos próprios homenageados. "Botonista o caralho, meu nome é jogador de botão" é um dos bordões comumente proferidos nas mesas Brasil afora por aqueles que já passaram pelas bolinhas de pastilha do War, pelos goleiros de caixa de fósforo, pelas tampas de relógio, pelos dadinhos no lugar da bola e pelas cartelinhas com os escudos dos times, que a Placar publicava no final de cada edição, em meados da década de 70.

Nossas homenagens a eles, pois, e a um amigo aqui do botequim, diretor de teatro nas horas vagas e jogador de botão em tempo integral, o único sujeito que conheço que sabe que Beckett também é o nome do quarto zagueiro do Huddersfield, de West Yorkshire, brioso time da terceira divisão do futebol inglês.
09:44:01 - Zeno - 4 comentários

16 Fevereiro

segunda

tudo bem que já ´quase terça, mas aqui entre nós, segunda é uma merda. Essa vida de escritório d´å no saco. Esses dias fui obrigado a escutar uma ladainha de "time vencedor". Sabe como é? autoajuda empresarial. quase vomitei. achei que na minha idade já tinha me livrado desse tipo de asneira. que nada. o mundo empresarial ´a lama da lama. sabe desdobramento, aquele treco espírita em que a alma sai do corpo? é assim que eu me sinto em algumas reuniões. minha alma vaga pela sala até que alguém chama meu nome. só tive sensa~ao semelhante numa aula de contasbilidade na faculdade num sábado de sol. Lama, até os joelhos, mas ainda de pé.
23:12:18 - Lama - 5 comentários

A mãe da notícia

Tinha visto, mas aí depois saiu no Nassif e o link vai para lá: o colunista Josias de Sousa, da prestigiosa Folha, inspirou-se sabe-se lá em quem para cometer o texto da nota abaixo:
14:12:21 - Pinto - 22 comentários

Cinqüenta com corpinho de 49

Do conto do Fitzgerald que gerou o filme O Estranho Caso de Forrest Button:

“I like men of your age,” Hildegarde told him. “Young boys are so idiotic. They tell me how much champagne they drink at college, and how much money they lose playing cards. Men of your age know how to appreciate women.”

Benjamin felt himself on the verge of a proposal—with an effort he choked back the impulse.

“You’re just the romantic age,” she continued—“fifty. Twenty-five is too wordly-wise; thirty is apt to be pale from overwork; forty is the age of long stories that take a whole cigar to tell; sixty is—oh, sixty is too near seventy; but fifty is the mellow age. I love fifty.”

Fifty seemed to Benjamin a glorious age. He longed passionately to be fifty.

“I’ve always said,” went on Hildegarde, “that I’d rather marry a man of fifty and be taken care of than many a man of thirty and take care of him.”


(crdt: aquele inenarrável site russo citado nos comentários deste post aqui)
08:05:57 - Zeno - 8 comentários

15 Fevereiro

Mamma Mia, versão tricolor

Recebido por e-mail, um curioso link que mostra que o Abba toca, definitivamente, o íntimo das pessoas.

E, ainda no assunto tricolor, duas piadinhas ouvidas recentemente: diz que o Richarlyson, Ricki pros amigos, não é viado coisíssima nenhuma. Ele só finge que é pra poder jogar no São Paulo.

E a outra, do Ronaldo Gorducho, dizendo que se recusa a estrear contra o São Paulo numa possível semifinal do Paulista: "Se deu aquela confusão toda com a história dos 3 viados no RJ, imagina agora com 11".
18:17:42 - Zeno - 3 comentários

diálogos tucatur-insanos

- sá'q'um'sapo foi comigo no carro, até são paulo?
- como q'oce viu isso, meu deus?
- no meio da estrada, ele no carro: quarc, quarc... quase morri dele pular na minha perna.

14 Fevereiro

indabem

que tem gente que
tem mais o que fazer

13 Fevereiro

A internet é uma caixinha suíça de surpresas

Aproveitando o recente gancho do canivete suíço: pra tentar entender as razões que fazem o nosso George Smiley escrever do jeito que escreve, passamos as últimas semanas enfronhados na leitura/releitura de alguns livros do John Le Carré, mas isso é assunto prum outro post.

O caso é que uns cliques aqui e acolá, em busca de material sobre "Smiley's People" ("A Vingança de Smiley", em português), nos levaram a uma curiosa página interneteira, Swiss Banks in the Movies, dedicada à análise de alguns filmes e livros em que aparecem bancos suíços retratados, com questões como: o banco tal aparece fidedignamente? é assim mesmo que funciona um caixa suíço? as salas de depósito foram fielmente representadas? e coisas assim.

O troço todo é inacreditável, mas algumas pérolas merecem transcrição imediata. Sobre "A Serviço de Sua Majestade", aquele filme do 007 que seria o melhor da série se fosse com o Connery, há o seguinte trecho: "The newspaper joke, where Bond grabs a Swiss daily paper (very realistic), and finds an issue of Playboy folded inside, is not extremely realistic. Sure, Swiss lawyers like all men may have private readings, but it is unlikely they would hide it in a daily newspaper that everyone can tell as an old issue. The burglary in broad daylight is not totally inconceivable, Swiss offices at that time did often close for lunch. People working on construction sites are often hired by the hour at very cheap rates (for Switzerland) and are rarely Swiss. It is thus plausible that Bond could bribe one to help him carry his tools with a crane to the lawyer's office. British secret services do organize burglaries abroad and it would make sense for them just to make a copy of the document rather than steal it outright, so that the victim would not know the information has been accessed."

Lôco, né?
16:25:54 - Zeno - 5 comentários

Ao leite ou escuro?

Agora que a Suíça voltou de merecidas férias para o noticiário, uma amêga minha, cês não conhecem, não, comentou ontem que não viu uma mísera referência ao caso da brasileira nos sites noticiosos de língua alemã na Internete, nem mesmo no Neue Zürcher Zeitung, que é um jornalão de primeira linha. "Vergonha, talvez?", foi um palpite levantado. Acabei de passear pela página inicial do jornal, não há nada, mesmo, e só depois de uns cliques é que se chega às notícias locais de Zürich e adjacências, onde surge uma matéria que é um primor de de eufemismos e não-me-toques, a começar pelo ponto de interrogação do título. No saldo do texto, depois de uma montanha de verbos no futuro do pretérito e advérbios de modo ("alegadamente", "supostamente", "aparentemente", etc), a indignação maior é com a reação da mídia e do corpo diplomático brasileiros, culminando com a observação, en passant, de que a advogada tem a pele clara ("hellhäutig"). Nos comentários dos leitores, as dúvidas sobre a autenticidade do ataque continuam. Em nome da isenção, aguardemos alguns dias até que o cantão de Zürich resolva acionar a moça por ter sujado de sangue a neve bonitinha das cercanias da estação.
09:02:22 - Zeno - 11 comentários

12 Fevereiro

Reforma ortográfica

Tá tudo certo, vc fez tudo direitinho e tá até um pouco ansioso pra mostrar o resultado. Ela olha o fruto do trabalho suado e noites mal dormidas e diz: "Tem não tem mais acento. Erro básico esse, hein?" Ai vc pensa: "E revólver, ainda tem acento?"
16:42:36 - Lama - 9 comentários

Etilírica de volta às aulas

cantina da escola

eu cahiers

ela cinema

(crdt p.aral)
11:56:02 - Zeno - 5 comentários

Pequeno roteiro da Blossom

Achado pelaí. [Leia mais!]

reinvenções de sismesmas/os: simios ou sismicos

a arte projeta a vida pq., senao, a vida se mata.
de bebes ou de bebes, equina ou equino. [Leia mais!]

11 Fevereiro

New guy

olha, eu nem queria me apresentar. achei que dava pra chegar de fininho, tipo sair a francesa ao contrário, mas levei bronca do pessoal mais antigo e tô aqui pagando pau. parece que a tradição diz que qdo chega um sujeito novo ele tem que ser apresentado por um dos que chegaram antes, tipo maçonaria, sociedade dos poetas mortos, code red, etc. Não é o caso. Então eu mesmo vou me apresentar. Sou o Lama, de terra com água, não de monge budista. ia ser lama até o joelho, mas preferi só lama mesmo. Nçao vou contar minha idade, nem o que eu faço, mas tb não vou mentir, o que já é mais que a média. É isso. bjs.
23:36:59 - Lama - 32 comentários

Pensamentos que se me intrometem na cabeça

Aqui navegando sites afora enquanto minha senhoura (!) borda (!!) assistindo ao Saia Justa, dou uma espiadela na TV, depois de ter a atenção desviada tal a vastidão e variedade de absurdos que assuntam aquelas mulheres, e a única coisa que me ocorreu depois de alguns minutos foi isto aqui:

Márcia Tiburi deveria ter usado um tom a menos de negro naquela tintura capilar.
22:49:28 - Pinto - 5 comentários

Blossom Dearie RIPada

Os pontos principais já foram definidos pelo Ruy, hoje na Folha -- não adianta fazer mais barulho. Se você quiser um bom ensaio em português sobre ela, procure o Tempestade de ritmos, do próprio Ruy. Se quiser algo mais parrudo, vá atrás do American Singers, do Whitney Balliett.

Para ouvir, baixinho, aqui. [Leia mais!]

Exagerado

Descobri que só fico feliz qdo estou trabalhando muito ou quase nada.

O meio termo me aborrece a ponto de ir para o quase nada, mesmo tendo o que fazer, e depois ser obrigado a trabalhar muito pra dar conta dos prazos.
12:48:09 - Lama - 12 comentários

09 Fevereiro

Etilíricas de verão - II

cedinho na cama

eu pernalonga

ela pernas pra que te quero

08 Fevereiro

Respiro

Pausa para uma entrevista iluminada com o diplomata e crítico André Corrêa do Lago, numa bela edição domingueira do Estadão em que o debate sobre arquitetura ganha escala, se me permitem a metáfora temática —até um artigo de Daniel Piza omitiu a primeira pessoa do singular e desceu palatável (a coluna de Insônia Racy, não, esta permanece o lixo habitual. Mas digressiono). Aos trechos:

Como o senhor definiria a arquitetura do prédio da Daslu?
Não é arquitetura. Com boa vontade , é arquitetura errada. Quer fazer um prédio neoclássico, tudo bem, mas não esqueça que o classicismo tem regras precisas. Tem que saber onde colocar as colunas como usar os elementos decorativos etc. É o caso do sujeito que acha que entende a língua mas só conhece palavras, e não a gramática. Daí sai dizendo "casa", "cachorro", "pedra", "raio". E palavras soltas não fazem sentido. Arquitetura é linguagem.

(...)Um grande edifício não pertence nem ao arquiteto nem àqueles que o construíram. Pertence às milhares de pessoas que o veem. Porque faz parte do cotidiano delas. Levando isso em consideração, o Brasil deveria melhorar suas decisões. Esse conjunto indescritível erguido aí em São Paulo, prédios de luxo grudados num shopping center, é um caso exemplar: por que nós teremos de olhar para aquilo pelo resto das nossas vidas?


Como dizem por aí, o Itamaraty não improvisa. ?
10:59:30 - Pinto - 11 comentários

06 Fevereiro

Revanche (2008)

Disponível nas melhores casas de torrent do ramo, é um dos concorrentes a Oscar de Filme Estrangeiro deste ano, novamente da Áustria, que faturou o ano passado com "Os falsários" (idem disponível em torrent, já que, pelas minhas contas gagá, ainda não estreou por aqui). Lembra muito uma obra-prima recente, "A Humanidade" ("L'Humanité", 1999), do Bruno Dumont, assim como alguns filmes do Chabrol do final dos sessenta/começo dos setenta, o que mostra que esse negócio de crime em cidadezinha pequena (o plot do filme) é boa matéria fílmica em vários países. Fiquei sabendo do filme através da newsletter da Criterion, que vai lançá-lo em circuito nas salas americanas e depois em DVD. Só não sei se tem chances com a estatueta careca, porque a disputa deste ano é profissa: tem muita gente boa elogiando o mezzo desenho animado "Valsa com Bashir", de Israel, e o do Laurent Cantet, "Entre Les Murs", que aparece em um monte de listas de melhores do ano passado.

P.S. com tapa-olho: o filme estreou semana passada na Áustria e só entra em cartaz na Alemanha na semana que vem. Se há um ramo infenso à crise mundial, talvez et pour cause, é o da rapaziada da perna de pau internética.
12:32:00 - Zeno - Comentar

Etilíricas de Verão

bar da praia

eu subo

ela desce

(crdt p.aral)
11:17:31 - Zeno - 8 comentários

ao mestre, com...

"Ando meio cansado e caladão depois de tantos minutos de silêncio feitos nos últimos meses."

ivan lessa, e seu doçamaro texto.

05 Fevereiro

Quem Quer Ser Um Milionário? (Slumdog Millionaire, 2008)

Buscapé and Dadinho go Bombay.
11:53:34 - Zeno - 3 comentários

04 Fevereiro

As curvas da estrada de Santos

???

À falta de um homem para postar isto aqui toca a mim fazê-lo (embora não seja de minha autoria), abrindo o concurso: "Que bicho é este?".

Nos comentários, por favor.
18:33:14 - Pinto - 10 comentários

O bordo é coisa nossa

Look out, California!

Com vocês, Bianca Campo Belo, a prima canadense do nosso comentarista iemeniano (atenção, revisor) Renato K.,a provar que o Canadá não é apenas Oscar Peterson e Saul Bellows, como já lembrou o Luis Fernando Veríssimo.
10:39:11 - Zeno - 13 comentários

Sala IMAX do Shopping ao lado do Palmeiras

Uns dez, doze anos atrás, passeando pelas Ôropa, resolvo entrar e conferir uma sala IMAX. O filme era sobre "as maravilhas do fundo do mar", ou algo assim, mas poderia ser a lista telefônica da cidade, porque o impacto era incrível. Lembro de uma sala com formato abobadado, a tela passando por cima de nossas cabeças, a sensação era mais física, táctil, do que visual. Saí chapado, voltei uns dias depois para ver outro filminho, sobre o Everest, só ficou a lembrança der ser mais chato que o outro, mas o babado ali não era, evidentemente, a qualidade fílmica das atrações. Corta para 2009 e a inauguração da sala IMAX em SP, desta vez eu e meu filho para conferir as "novas maravilhas do fundo do mar", porque o filme é de 2006 ou 2007, com narração do Johhny Depp e da Kate Winslet, mas o dado é irrelevante porque a cópia é dublada. Bueno, o primeiro susto é o acanhamento da sala, pequetita, com a inclinação do tal formato stadium (nome que sempre desperta um sorriso) acima do normal. A tela também não impressiona, ou melhor, impressiona na altura, não na largura, e transmite o aspecto de ser abarcável, apreensível, em oposição àquela lembrança européia que derrotava nossos sentidos todos. Até o efeito 3D propiciado pelos óculos me pareceu menos realizado que o das novas salas inauguradas há pouco tempo (como a do Shopping Eldorado, que já recomendamos em outra ocasião): o que aparece no meio da cena fica bem desenhado em 3D, o restante do quadro, as extremidades, por exemplo, horrivelmente desfocadas – não dá nem para virar a cabeça pra comentar alguma coisa com o vizinho, porque aí até mesmo o centro da imagem vai desfocar. Bueno, disso tudo restam as alternativas: a) estou realmente ficando gagá, e a sala européia não era nem abobadada, nem a projeção era tão envolvente; b) era, sim, mas o pessoal do IMAX resolveu trocar de tecnologia de projeção ao longo dos anos; c) a sala paulista é mais uma manifestação do conhecido efeito "vaMpiro brasileiro" citado algumas vezes aqui no blog. A reestréia do "Batman" vem aí, quem sabe pra ajudar no veredito.
10:26:59 - Zeno - 2 comentários

02 Fevereiro

San Pablo 1943

Deu na Inbox: um link de um filme sobre São Paulo, feito por um tal Office of Inter-American Affairs, durante o período da política de boa vizinhança do governo Roosevelt. No começo achei que podia ser fake, mas não parece ser o caso. Foi tirado de um site sensacional, tal de Travel Film Archive, "a collection of travelogues and educational and industrial films – many of them in color - that show the world the way it was between 1900 and 1970." Dá pra escolher por país, cidade, região do globo, o escambau.
19:58:12 - Zeno - 5 comentários

Fé na bola

(São Paulo- Redação do HZ) Em mais um furo de reportagem do bloguezinho, conseguimos apurar no fim de semana a veracidade do boato que atropelou São Paulo nas duas últimas semanas: está confirmada a parceria entre a Igreja Renascer e o Sport Club Corinthians para a construção de uma nova sede/estádio que irá atender as duas principais aglomerações destelhadas da cidade. O Estádio Templo já conta, inclusive, com o nome fantasia aprovado por ambas as diretorias: Fiel é Deus. Da Itália, o atleta Kaká confirmou, por contato telefônico, que pretende encerrar sua carreira jogando pelo conglomerado Corinthians/Renascer, desde que seu regime de engorda seja bem-sucedido.
18:05:58 - Zeno - 2 comentários

Agora vai

Férias. Uma hora elas acabam. Decidi voltar das minhas neste fim de semana, depois que duas pessoas diferentes, na praia, me perguntaram quanto estava saindo o preço da pescada.

Que venha o carnaval, pois, começando já na semana que vem, com o famoso Grito Pré-Carnavalesco De Antecipação do Tríduo Momesco.
11:36:19 - Zeno - 10 comentários

.:: mês anterior :: :: :: :: February 2009 :: :: :: :: próximo mês ::.