:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Todos

Todos os posts do mês. Para selecionar uma seção, clique no menu ao lado.


.:: mês anterior :: :: :: :: November 2008 :: :: :: :: próximo mês ::.

30 Novembro

joguinho infernal...

me tira daqui

29 Novembro

conga 7 vidas*

essa é das minha.
entrô nos samba sem sabê, chinelaro pros chão, tacaro nas parede, repicô nos teto, vortô de pés. [Leia mais!]

28 Novembro

O consultor e o renascentista

Um cisma epistemológico intestino iria privar a nanoaudiência de um dos debates mais interessantes já travados na redação deste botequim —caso não se tornassem públicos os trechos abaixo, devidamente editados retirando-se as juras de amor e ódio e as declarações auto-incriminatórias. Digam lá se desde "A obra de arte na época da reprodutibilidade técnica" vocês tinham lido algo tão instigante sobre o assunto? Eu mesmo me assusto e me comovo com ambas as possibilidades descritas a seguir.

O RENASCENTISTA: Isto é procedimento epistemológico, ou seja, não tem nada a ver com século passado, e sim com todos os séculos: a idéia de acervo ajuda a construir conhecimento, contribui para a apropriação/manipulação das representações que temos do mundo. Nada, repito, nada (nem mesmo um jornalismo ou um pensamento google) substitui o olhar que passeia pela estante dos livros (e dos filmes, e das canções) empoeirados e identifica idéias, conexões, lembranças etc. Vou morrer antes de ler, ver e ouvir tudo que tenho aqui. Que bom.

O CONSULTOR: Tenho certo carinho por esse pensamento, essa idéia de "ter" o que o mundo produziu para passar o olho na estante e... ver! Talvez um dia vocês percebam como é vã essa tentativa. O que o mundo produziu não cabe mais numa estante. Nem num HD. E se você depender de passar o olho para identificar as idéias, conexões e pensamentos, estará desprezando a maior parte do que já foi feito e produzido. Meninos, o mundo mudou, as idéias não têm a mesma origem ou morfologia. E, sim, é uma questão essencialmente epistemológica, só que do século XXI, não do XVIII. Isso aí tem mais a ver com fetiche, e não há nada de mal nisso. E não tô falando de Marx, tô falando de fetiche mesmo. Não é preciso carregar a informação com você, ter sua informação "particular". Não há nada mais anacrônico que pensar em "informação particular". Agora a questão é ter acesso, e isso vai além da sua estante ou do seu HD. Os livros e os discos estão lá, já foram escritos e produzidos, quer vocês leiam ou não, quer vocês escutem ou não, os vejam ou não, acessem ou não. Se quiserem colecionar idéias na estante (sem demérito, também tenho uma pequena coleção de livros e músicas), tudo bem, é um meio tão bom quanto qualquer outro, mas estarão entregues a uma eterna insatisfação. Não é mais possível ter uma biblioteca ou videoteca ou discoteca que equacione a disponibilidade e a produção atual e passada com nossos gostos ou vontades. Num mundo onde o acesso é infinito, também teria que ser infinita a estante. Cauda longa. Os últimos cinco anos produziram cinco vezes mais informação do que toda humanidade produziu até então.
23:08:22 - Pinto - 7 comentários

Para o Mandaca

22:12:03 - Sorel - 2 comentários

Tese, antítese e debrum

Recebo pela caixa postal o seguinte anúncio de curso livre: "Como montar um desfile com e sem suporte financeiro". A mente divaga, outras possibilidades de Ilustração e Cultivo surgem: "Cozinha tailandesa com e sem suporte financeiro", "Faça origamis com e sem suporte financeiro", "O Übermensch de Nietzsche com e sem suporte financeiro", etc.

Da mesma fonte, frase ouvida por uma amiga que freqüenta um dos cursos: "A moda cria necessidade, ao mesmo tempo em que a atende. A moda é, portanto, um processo dialético."

Lôco, né?

(crdt lb)
12:06:09 - Zeno - 6 comentários

As Preferidas do Tio Zeno 2

O reverendo Al Green sabe das coisas. Os quatro minutos e treze segundos de Simply Beautiful sempre fazem com que eu me sinta um sujeito melhor, salvo por um amor que me dignifica mais que o merecido. Boa sexta-feira para os que têm um grande amor e para os que ainda terão.
09:07:26 - Zeno - 4 comentários

27 Novembro

Cotas para malas pretas já!

Este blogue nunca foi de meter o bedelho (e outras partes menas pudendas) em assuntos relativos ao ludopédio. Isto porque, com a esmagadora maioria de seus membros são-paulinos (torcedores, não nativos, felizmente), nem pega bem falar de futebol diante de um palmeirense, ainda que limpinho, e de um corinthiano, mesmo que sem antecedentes criminais —isto para não mencionar parte da nanoaudiência composta de vascaínos, gremistas e outros seres do pântano que não carecem ser melindrados. Mas digressiono.

Fato é que não podíamos estar nos furtando (e para isto existe a terceirização, perdão, o outsourcing) de tomar posição no percuciente (eis aí um adjetivo que nos é caro) debate que toma de assalto a dita "crônica esportiva" do País, acerca da legitimidade do emprego da chamada "mala branca" (clique para mais detalhes porque estamos com preguiça de explicar e não recebemos ainda um tostão para isso).

Sequer entramos no mérito, mas como evidencia nosso próprio slogan aí de cima, aproveitamos a opportunity para reafirmar que somos francamente favoráveis às políticas de ação afirmativa e defendemos a adoção imediata de cotas para malas pretas ou, ainda, afro-americanas, de modo a nos assegurar algum porcentual nessas transações que irrigam as redações Brasil afora, inclusive de respeitáveis órgãos de imprensa botequins de secos & molhados até muito mais sórdidos que o nosso. Veja bem: se pintar mala branca na jogada não faremos a menor questã: também tá ótimo! Isto é, né possível que neguinho não se sensibilize e não pingue algum! A época é de crise e a situação tá pecuária, gentem! Meu moleque tá matando formiga a pisadas! Natal taí! Vam'colaborá!

Cartas CC5 para a redação!

Temos dito.
23:50:00 - Pinto - 4 comentários

Aqui, em Bombaim



Outro dia meu filho, que mal começou a dar os primeiros passos, me deu a seguinte lição quando brincávamos no jardim: uma formiga, acho que uma saúva, embora fosse mais escura, caminhava até nós e eu lhe dei um piparote, lançando-a para longe. Ela insistiu no seu caminho até que chegou bem perto e foi esmagada num repentino pisão, tão certeiro quanto determinado, seguido de um olhar de uma cumplicidade pelo que, imagino, seria a expressão de quem dissesse: "Missão cumprida".

Assistindo há pouco a essas cenas do outro lado do mundo me recordei do episódio, protagonizado por um ser de um pouco mais de um ano, que ainda não foi exposto de fato às coisas sombrias da existência, senão pelo próprio instinto e por uma notável capacidade de observação e de absorção. Pois é aí que podemos nos revelar intrinsecamente perversos, e ao longo dos anos, no acumulado de esbarrões com mais e mais dessas coisas sombrias, desculpas como terra, dinheiro, fama, poder e —o mais eficaz— religião não vão faltar. É só bobear um segundo e todos seremos flagrados esmagando a formiguinha.
22:37:17 - Pinto - 3 comentários

Poesia suprema

Gilmar, quando chama às falas, é bonito, é bonito...
14:25:34 - Pinto - 2 comentários

Poesia congressa

YES
NOS
TEMOS
DEMOS
TE
NES
PARA
DAR
PARA
VEN
DER
QUEM
VAI
QUERER?
07:04:26 - Pinto - 4 comentários

26 Novembro

Cinefilia a cinco dólares de distância

O novo site da Criterion. Parece um sonho. O clipinho de apresentação com as mudanças é genial. Dez, quinze anos atrás, se alguém me expusesse uma idéia dessas, eu desdenharia. O mundo, rá, existe para ser inteiramente transformado em zeros e uns e transmitido pelas ondas e cabos. Ainda bem que minha senilidade não é inteiramente precoce.
08:18:23 - Zeno - 1 comentário

desígnios e desdenhos

o duro desse país é que qqer idéia de "projeto", ou "desenho", tem que ser um tipo de fusca ou jipe, p/ atravessar pantanos existenciais mais profundos dos que os que os engenheiros tiveram que superar p/ botar cubatão naquele lugar estapafurdio. [Leia mais!]

25 Novembro

Grandes Verdades Ortográficas

O cabelo é pixaim, mas o grafiteiro é pichador.
00:49:35 - Zeno - 3 comentários

22 Novembro

As preferidas do Tio Zeno 1

Deve ser o feriado ou o espírito natalino antecipado: começo aqui uma série de musiquinhas disponibilizadas para a nano, uma a cada post, com a letra no Leia Mais para seguirmos com a bolinha. "O critério?", ouço alguém perguntar, "Nenhum", a não ser o fato de ser uma espécie de Discoteca Musico-Sentimental-Folgazã-Hipopotâmica. Comecemos com um dos padroeiros da casa, Ray Charles e Hide nor Hair. Para baixar, é só clicar aqui. A letra, hilária, segue abaixo. [Leia mais!]
19:31:16 - Zeno - 1 comentário

20 Novembro

Zenoscópio Cultural

Algumas constatações depois de uma ida ao Museu da Língua Portuguesa e à Pinacoteca neste feriado:

1) Finalmente o Museu da Língua sem filas. Público pouco do lado de fora e informação muita no interior. Pirotecnia sobre Machado de Assis. Machadão comporta mais e melhor. A sensação foi de ter saído de um mergulho na internet ou, pior, de um "CD multimídia". O lugar é uma espécie de Bienal do Livro: deve ser ótimo para grupos de colégios, e péssimo negócio para todo o resto. Sério candidato a desapontamento do ano. O que seria uma vantagem, o ar-condicionado tinindo, deixava o ambiente, escuro, com clima polar.

2) Arnaldo Antunes e sua voz de sapo-boi são a trilha sonora oficial do circuito culturete de São Paulo. Está lá e na singela, porém bela, exposição das xilogravuras de Maria Bonomi, na sala fechada da Pinacoteca. Enche o saco.

3) Vai-se a museus em busca de compreensão, coisa rara entre o corpo de funcionários:
— Não pode entrar com mochila.
— Mas e a câmera?
— Câmera pode, mas só se fosse estojo.
— Mochila não pode?
— É norma.
— E a mochila do bebê, pode?
— Pode.
— ?
21:22:59 - Pinto - 5 comentários

Poesia moderna contemporânea

Elogio do Revolucionário de 32, por Bertolt Brecheret

Quando aumenta a repressão, muitos desanimam.
Deixa que eu empurro!
Etc.
19:57:34 - Pinto - Comentar

15 Novembro

Jornalismo 'Dá ou Desce'

Um breve interlúdio pessoal: estou à procura de uma escola para matricular meu filho. Eis que leio na Veja que o Colégio Porto Seguro, —aliás, bem avaliado no caderno especial do Estadão há uma semana, sobre o desempenho das escolas paulistanas no Enem—, "descia" por "obrigar seus alunos a assinar um panfleto petista". Leio depois nota bastante elucidativa assinada pelo colégio e, adiante, a canhestra justificativa da revista, que segue com grifo meu: [Leia mais!]
23:40:11 - Pinto - 4 comentários

14 Novembro

Demorei pra entender

Bordão de um seriado que não conheço, mas digno de nota:

- 'You were right': my three favourite words after 'nine inches cut'.

crdto: J.R.
19:41:58 - Sorel - 1 comentário

Questão de gosto

— Fui ver aquele "Cidade dos Homens".

— E aí?

— Esperava mais...

— Mais homens?

— ...
18:24:55 - Pinto - Comentar

sublime x pitoresco

êêsso que é serra, não aquela m. que tem em casa

2o fonte fidedigna, esse cara tem domínio das formas como a natureza faz montanhas.

Passado a preços incríveis!

"O Departamento de Retrô dos Estados Unidos Alerta: Poderá Haver Uma Escassez de Passado.

Numa entrevista coletiva na segunda-feira, o Secretário de Retrô, Anson Williams, emitiu um importante comunicado sobre uma iminente 'crise nacional do retrô', alertando que 'se os níveis atuais de consumo retrô nos Estados Unidos continuarem fora de controle, as reservas de passado poderão ser exauridas já em 2005'. Mas não se preocupem. Nós já estamos comercializando passados que nunca existiram: a prova disso é a recente introdução da linha de produtos Aerobleu, nostalgias dos anos 40 e 50 inteligentemente organizadas em torno de um fictício clube de jazz de Paris que nunca existiu, mas onde teriam tocado todos os grandes nomes do jazz da época do bebop, uma linha de produtos repleta de recordações originais, gravações originais em CD e peças originais, todas disponíveis em qualquer filial da Barnes&Noble".

Dennis Cass, em artigo publicado na Harper's Magazine de dezembro de 1997, citado por Andreas Huyssen em Seduzidos Pela Memória.
10:30:44 - Zeno - 1 comentário

13 Novembro

Vambora, Vambora, Tá na hora, Tá na hora!

Mais atrasados que Fábio Assunção para a gravação da novela, só agora nos damos conta da indicação do professor Marcos Cintra para a pasta Municipal do Trabalho. É a Cidade Grande Zenzala fazendo frente à vocação de São Paulo para louca emotiva do país —um nome à altura de tamanha modernidade, que deixa para trás o nosso querido Sassaroli por muito pouco.

A derivar dos arquivos perpetrados pelo insigne professor durante sua campanha ("5 patinhos na lagoa com Kassab prefeito") teremos toda uma política pública para receber pouco e perceber menos ainda, mas tudo feito com muito carinho colonial, resgatando os bons fluidos históricos entre cunhãs e sinhás.

Cês sabem lá o trabalho que dá isso?
23:09:40 - Pinto - 8 comentários

Pode apostar

No Grande Prêmio Brasil, vai dar Daniel Dantas por 30 habeas corpus de vantagem.
20:22:54 - Pinto - 1 comentário

lista de blogues afazeres&azias antes quéu'squeça, deporre

1- a 'bomba de gestão retardada' do serra destruindo mais um lugar de cuidamento do estado da arte de sampa, agora em botucatu, p/ não deixar ninguém exquilo-sê-lo até 20000010.9, que cara exquerdocroto esse, seu, vim p/ cá p/ ter sussego e até aqui o pentelho aparece, alguém tem que comê-lo, pô, cadê as carla bruni desse lugar? pô.
2- maravilha, qdo ela me falou que o meu lado esquerdo do cérebro era um açougue, e que o direito é que a entendia, era o sábio oceanico e eu entendi que era occitanico
3- o jeroem (iurrúm, em portugues)1* na vogue desse mes, logo no começo da revista, assim, meio p/ esquecer, mas numas, c/ aquele monte de gatinha depois
4- respostas ao 'fotofôda-se' 2* do 'hippo in loco', por conta da poucavergonha das instituição do bananão e o fugidio dos humor, provavelmente frustrados cum tamanha dizfarça-tez, des-machadiando-se por conta dum bon'de filhadaputa disgraçado fodendo=nos; lembrar do 'chill out' dos moleques, mt bom na mesma e melhor linha das minha respostaeventual à respeito
5- e dez-graças ä tudo que seja vezjga, em desasossego existencial profundo e sempre, nets da udn, ô gente 'atraente' nos bar e chata que chata em sociedade, que caras desagradáveis, sô, como não têm papo, só grana, incrível
6- conversar c'os amigo/as e afins/as sobre a próxima geração de 'leaders' pestedebistas, de 5a todos - fodidos enfim, sem pais nem país, tudo da mior formação do que'stão doidos prasquecer agora, sem ideomãegia: só pudêsubrevivê nesse mardemendes
7- lembrar do seu carlos -sacando quase-além da linha, mais uma vez; lembrar: qdo a grana e/ou o caminho for suficiente- tem que 'chill out', pular fora, a idade/experiencia não adianta nada se a burrice continúa institucional, a gente sempre morre nesses enredo
8- lembrar e prestar mais atenção nos pormenor, que anda e nos in(a)daga
9- sempre respeitar os que vêem vindo a se tornar idosos, pq. qto mais verbo no meio, mais retarda as conclusão/co-oclusão, seja dentária ou sedentária

1*da famiglia koolhaas, mas o recado dele, ali, é p/ ela, daí a graça.
2*contra as photo-opporttunnitty da era neora-liberal que se encerra a simesma, nesse exato instante.

11 Novembro

Ilustrando a Ilustrada

Lemos na coluna de Mônica Bergamo de hoje as seguintes três notinhas:

DIA DE FOLIA
O estilista Ronaldo Esper, que discotecava na balada Trash 80's, na sexta, foi à loucura quando tocou "Folia no Matagal". Fez striptease e ficou completamente nu. Apenas com óculos escuros brancos.

SEXO NO BALCÃO
O Astronete, reduto de moderninhos da noite paulistana, está servindo de locação para filmes pornôs de produtoras americanas e da Brasileirinhas. O dono da balada, Cláudio Medusa, já fez ponta em um filme como barman. Vestido.

NO SALTO
O estilista Walério Araújo, um dos jurados da batalha de dança do Clube Glória, fechou a noite de sexta só de calcinha e salto alto.


Infelizmente, as três sem a devida comprovação pictórica. Vamos estar ficando devendo as fotos das duas últimas. A da primeira, o leitor do HZ pode conferir abaixo, por sua conta e risco, claro. [Leia mais!]
16:46:40 - Pinto - 9 comentários

Diálogos e-mailísticos

– Vi que você mandou cópia do e-mail para um certo "pinto". Achei boa a lembrança. Não deixe de levá-lo.

– Embora eu ande sempre com ele, achei melhor dar uma ênfase. Sacumé, a irrigação dos vasos já não é mais a mesma.

– É verdade, e se a gente beber muita cerveja, acaba precisando dele para as idas ao banheiro. O que lembra a amiga da Dona Flor perguntando, depois da morte do Vadinho: "Você agora só usa a boceta pra mijar?". Muito fino, esse Jorge Amado.
15:02:13 - Zeno - 6 comentários

Cabeça, corpo e membros

Deu na Época, em matéria destacada pelo nosso Redator Pinto: "Luana Piovani declara: 'Meu ponto forte é a cabeça'". Concordamos em gênero, número, grau, peitos, coxas, bunda, tatuagens e aquela curvinha que ela tem entre o final das coxas e o começo do quadril.
14:16:39 - Zeno - 2 comentários

in loco


eu quero é sussego

no instantâneo, hippo em plena avariação da crise e de como ela nos pode afeitar todos.

09 Novembro

Vicky Cristina Barcelona



Tem gente que acha que ele ficou preguiçoso, outros que trabalha demais. Eu continuo adorando seus filmes. Dificilmente seus personagens não me atraem, mas sempre achei que são os diálogos, ou os pequenos monólogos em dupla, que desde Alvy Singer (Annie Hall) fazem valer o ingresso.

Ontem fui ver Rebbeca Hall, Scarlett Johanssen, Penélope Cruz e Javier Bardem em Vicky Cristina Barcelona, assim mesmo, sem vírgulas. Filme de altos e baixos, daqueles que personagens em férias experimentam aventuras e contrapõe culturas a nivel de clichê, se é que vocês me entendem. Penélope está linda e ótima, como sempre, fazendo papel de artista louca que mulheres e homens desejam mesmo que, alguns, de modos e por razões diferentes. Javier é aquele homenzarrão bruto, de barba mal feita e sedutor que mulheres e homens desejam mesmo que, alguns, de modos e por razões diferentes. Scarlett é uma gringa loira e maluquinha que experimenta a bissexualidade sem culpa e que mulheres e homens desejam mesmo que, alguns, de modos e por razões diferentes. E a estreante Rebeca Hall a americana travada com noivo certinho tentada a ceder à paixão numa cidade exótica e que ninguém deseja de fato. Mas e daí? Apesar disso tudo a história não é óbvia, o filme segue em paz contando as férias e aventuras amorosas das duas e o narrador, sim, temos um narrador, antecipa as cenas na medida certa, ironizando a conta-gotas a situação dos quatro. É uma comédia e eu ri. Algumas vezes, confesso, de nervoso.

PS: Rebbeca é linda e segura o filme. Mesmo os piores detratores admitem o faro de Woody Allen para estrelas, cadentes inclusive.
23:50:54 - Sorel - 4 comentários

Yma, Ava, Aba, Ida, Oona, Aga, Ugo, Mia, Uta...



Bom domingo com um esquete impagável de Tom Meehan, com a insuperável Anne Bancroft.

(crdt : acf costa, pela ocasião do passamento de yma sumac)
10:00:00 - Pinto - 6 comentários

08 Novembro

Piada velha é que faz comida boa

Um grupo de anões decide jogar futebol.
Alugam um campinho na várzea e vão pra lá contentes e eufóricos. Ao chegarem, percebem que não existe vestiário, e então decidem vestir o uniforme no banheiro do boteco lá perto. Todos entram e se dirigem para o fundo do bar, onde está o banheiro.
Chega um bêbado e pede uma garrafa de cachaça. Após alguns minutos, passa pelo bêbado um grupo de jogadores anões, vestidos de azul. O bêbado não entende nada, fica meio surpreso, mas continua bebendo. Em seguida, passam os anões de uniforme vermelho. O bêbado chega pro dono do bar e diz:
"Aí, maluco, fica ligado que o pebolim tá fugindo!"


(crdt: al)
10:29:07 - Zeno - Comentar

07 Novembro

Compreendammm, inda mais agora

Eventos comemoram dia mundial da Filosofia em São Paulo
M. G. SAO PAULO - SP
Ver perfil - Adicionar como amigo - 6 Notícias Publicadas - 2 acessos

O Dia Mundial da Filosofia foi instituído pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e, neste ano, será no dia 15 de novembro. E, para comemorar, a Associação Cultural N* A* criou atividades gratuitas em suas 4 escolas da capital paulista durante toda a semana de 10 a 15 de novembro. Voltadas para todos os interessados em entender como a Filosofia pode auxiliar ao homem a viver bem consigo mesmo, com os outros e com a Natureza. “A filosofia dos grandes filósofos tem um caráter ativo. Não é apenas um jogo de pensamentos, mas sim, um caminho que permite ordenar nossos comportamentos e atitudes. Eles explicaram que o auto-conhecimento é o primeiro passo para a Felicidade", explica a explica a diretora da escola.

Os destaques da Semana de Filosofia da N* A* são as palestras: Filosofia Prática no Antigo Egito, na segunda-feira, 10 de novembro, na escola de *, A Filosofia da vida dos Samurais, na quarta-feira, 12, e Vida e Doutrina de Buda, na quinta-feira, 13, na *. No *, é a apresentação do filme "O Homem que Plantava Árvores", na sexta-feira, 14. Todas as atividades, com início às 20h, arrecadarão 2 kg de alimentos não perecíveis para doação.

A programação completa no site: www.n*-a*.org.br. As vagas são limitadas e as inscrições devem ser feitas pelo telefone: (11) xxxx-xxxx.
Leia mais sobre: filosofia

05 Novembro

Do barro ao Pum e vice-versa

Ao pum voltarás

Nossos encômios ao homem eleito e os desejos de que não faça como o Andrés no transcorrer do seu mandato.
23:53:21 - Pinto - Comentar

Obama nas alturas!

Como diria Sarah Palin, graças a Deus!
12:32:11 - Pinto - 1 comentário

essa eu tou pagando p/ ver

entende...?

04 Novembro

Papo cabeludo

"Tenho uma tendência afro-descendente."

De Claudia Ohana, sobre seu pixaim íntimo, num aggiornando o "pé na cozinha" de FHC —no que também não deixa de ser um chameguinho no Obama (sem duplo sentido, por favor).

É nossa frase do mês.
20:36:33 - Pinto - 2 comentários

Idéia solta

Alguém já veio com a sugestão de Unibancú para o nome do conglomerado que reúne o Hipopótamo Zeno GmbH e aquelas duas casas de crédito mencionadas?

Fica a nossa contribuição.
00:31:27 - Zeno - 23 comentários

03 Novembro

Hoje a festa é sua, hoje a festa é nossa

A título de presente para a nano (em ocasiões anteriores, alguns e algumas cobraram mimos...) no natalício do blogue, dois bootlegs de um dos prediletos da redação: Leonard Cohen. Em 1968, no esplendor dos seus 34, um especial para a BBC. Quarenta anos depois, em 2008, ao vivo na Dinamarca.
Só pra vocês sentirem o que é o passar dos anos.
[Leia mais!]

Alegria, alegria é um estado que chamamos Bahia!

A micareta da vizinha tá presa na gaiola

Não por coincidência vem da terra de Ivete, Clauddia, Nizan, Franciel e tantos outros menos votados a descoberta científica do dia: a perereca de fogo. Foi encontrada bem ali, próximo da serra da Jibóia.

(crdt : uma amêga ruiva, vcs não conhecem, não!)
14:33:59 - Pinto - 4 comentários

50 anos em 5

Dando prosseguimento às festividades constelativas de cinco anos do blog, o grupo Hipopótamo Zeno GmbH anuncia a aquisição de duas casas de crédito pequenas, porém honestas. Nosso Redator Chefe Pinto assumirá a direção geral dos três estabelecimentos, nosso japonês do Suporte, o Sorel, se encarregará dos detalhes técnicos, nosso DJ Mandaca cuidará da seleção musical a ser executada em todos os elevadores da nova sede e o nosso George Smiley cuidará do Setor de Relacionamento com os clientes.

Obrigado a todos. Um país se faz com homens, livros e swaps reversos.
10:58:00 - Zeno - 2 comentários

02 Novembro

"O rei, está nu"

Interrompemos as comemorações das bodas de cera deste botequim para uma mensagem muito séria: ainda arrebatados pelo edificante debate entre os luminares Nizan Guanaes e Fábio Fernandes, somos assaltados por ela mesmo, Peçonha Racy, que em sua coluna de hoje traz uma hagiográfica entrevista com o primeiro, na qual, inescapavelmente, nada se fala do segundo.

Fomos então dados a conhecer o novo slogan concebido pela magistral criador-criatura baiana para uma campanha de um tal festival fáscion carioca, que reproduzimos como está publicado:

O primeiro povo desta terra, andava nu.


Perceba a natureza genial da criação publicitosa. Evidencia-se a um só tempo que os nativos peladões também não eram chegados a um livro. E pelo visto continuam sem sê-lo.

(Se bem que, pelo conjunto das obras, ficamos aqui duvidando se a intrometida vírgula separando sujeito e predicado ali em cima seria original de fábrica ou apenas mais uma contribuição da perspicaz colunista ao vernáculo pátrio. Vá, saber.)
18:34:55 - Pinto - 2 comentários

01 Novembro

Cinco anos

Maravilhas do mundo, animal

Primeiro veio 2003, sucedido por 2004. Depois, estranhamente, logo vieram 2005, 2006 e 2007. Para os que duvidavam de 2008, ele também chegou e nem espanto ou lembrança provocou. No dia 22 de outubro, uma simpática quarta-feira há duas semanas, nosso botequim comemorou cinco anos de existência, not with a bang but a whimper. Eu, que ando na véspera de completar 45 ("acabou o primeiro tempo" é frase ouvida mais de uma vez nas últimas semanas), olho pra esse pirralho de cinco e sinto um orgulho danado. Deve ser o conhaque.

(crdt da imagem: dj mandaca, que interpôs a seguinte sugestão de legenda: "Reunião de Pauta: a redação disfarça enquanto inocentes avezinhas bordejam à volta, sem perceber o perigo que correm.")
13:02:09 - Zeno - 21 comentários

.:: mês anterior :: :: :: :: November 2008 :: :: :: :: próximo mês ::.